O que não deves escolher

...porque é provável que o teu corpo não goste ou não precise!

Açúcares processados

Refrigerantes (todos, inclusive os populares “ice-tea”), doces de compra, sumos de fruta, bebidas “energéticas” ou para desporto, chocolates onde o açúcar seja o primeiro ingrediente, cereais matinais (sim, mesmo aqueles que se dizem bons para as dietas), bolos e outros produtos de pastelaria e gelados.

Se necessário, prefere adoçar com mel, stevia pura ou açúcar de coco, por exemplo. Outra opção é usar frutas em passa como as tâmaras, ameixas ou figos. Mas lembra-te que o objectivo é reeducar o paladar! Com o tempo a Paleo vai tratar disso!

Óleos e gorduras vegetais

Margarina: o oposto de comida de verdade. Imitação industrial de manteiga, associada a várias doenças e com gosto duvidoso, não te parece? Às vezes até sabe a manteiga!

Evita todos os óleos derivados de grãos (canola, milho), leguminosas (soja, amendoim) e sementes (girassol), especialmente se não forem de pressão a frio.

Hidratos de carbono simples

Todos os derivados do trigo (pães, massas, não importa se for integral ou não, se for preto ou branco ou de misturas de grãos, simplesmente não te deixes tentar)! Fica atento inclusive produtos em que o trigo não é evidente (como molho béchamel, por exemplo… sim, tens mesmo que ler as listas de ingredientes).

Deixa também de lado o milho, o centeio, cevada… A soja é uma leguminosa, mas é também para evitar )acredita: não é um bom alimento!)

NOTA: nada de muito errado com o trigo, o milho ou a soja como eles ¨vieram ao mundo.¨ (para além da carga em hidratos…) O problema é que a indústria alimentícia processa tanto estes produtos que eles se tornam tóxicos. O trigo por exemplo, para ficar claro, é misturado até com talco! No processo de industrialização o trigo perde muita fibra, aminoácidos e nutrientes. Isso sem contar com os alimentos geneticamente modificados, como a soja.

A aveia, quinoa ou o trigo-sarraceno, ainda que não sendo contaminadas por glúten, têm elevada carga de hidratos, pelo que se optares por usar, fá-lo com moderação!

Arroz não é tão mau como o trigo e a soja, mas mantém uma elevada carga em hidratos de carbono e pouco interesse nutricional. Se queres perder peso, tira o arroz do prato até chegar no peso ideal e depois volta a introduzir com moderação. Prefere a versão selvagem ou vaporizada.

Todos os vegetais que crescem em baixo da terra (raízes) têm também bastantes hidratos e devem ser consumidos com moderação, se necessitas de perder de peso. Evita a batata branca que tem bastante amido e prefere a batata-doce que é mais interessante do ponto de vista nutricional.

Arroz, batatas, a maior parte das granolas também são amido. Antes que duvides, os vegetais também contém alguns hidratos de carbono, mas contém muito mais fibras e nutrientes do que os grãos/ cereais.

Pin It on Pinterest

Share This